segunda-feira, 31 de maio de 2010

Insignificância

Inspirados pela Lua cheia, eu e a patroa conversamos sobre o espaço. The final frontier. Depois de quase duas horas de conversa e muitas perguntas ela me falou: você nunca tinha me falado dessas coisas.

Acho o espaço fascinante. Desde bem pequeno as expedições espaciais me interessavam e as obras de ficção também. Mesmo que não fizesse sentido dentro da física, como em Star Wars. Mas durante toda minha aventura de procurar um par esse tema não era bem vindo.

Percebi que eu havia guardado o tema para mim. Leio as notícias sobre descobertas recentes, sobre viagens mas não comento. O conhecimento que me parece essencial para nos compreendermos é desprezado por quase a totalidade da população.

Para ter-se uma ideia do quão importante é o conhecimento espacial basta pensar no efeito causado na humanidade ao ver a foto da Terra. Não foi só Caetano Veloso (em sua música Terra) que viu isso. O movimento ambientalista/ecologista era restrito a cientistas até então. Vendo a foto da nossa casa o sentimento de pertencimento a ela aflorou. Nos tornamos mais conscientes da fragilidade e da raridade que é o nosso pálido ponto azul.

Surgiu uma pergunta: e Deus? Deus é outra história. Não devemos atrapalhar a nossa observação dos fatos somente por que os fatos são diferentes do que aprendemos nas religiões. Para muitas pessoas as informações sobre o espaço são tão distantes que elas se recusam a acreditar em dados científicos. Não acreditam no diâmetro da Via Láctea, mas acreditam no tamanho da arca de Noé.

Depois de muito tempo de conversa ela chegou à conclusão natural: somos tão insignificantes e frágeis que é absurdo a gente se preocupar com as coisas do nosso dia a dia. Esse é mais um conceito essencial para a humanidade. Precisamos saber da nossa insignificância, só assim seremos menos arrogantes. Nossa pequenez no tempo e no espaço, somos muito recentes e seremos muito breves. Como podemos desenvolver esse sentimento de humildade universal? Pode haver uma disciplina chamada Cosmos no nosso ensino básico.

2 comentários:

  1. já sei que tipo de presentes te dar de agora em diante.

    ResponderExcluir
  2. E isso é só o começo...

    ResponderExcluir

O comentário é azul.